fbpx

Visualizar Menu
Inscreva-se

Notícias

Fique por dentro de tudo o que acontece na Unifametro

Entenda as diferenças entre estágio obrigatório e não obrigatório

O estágio pode ser a melhor porta de entrada para o mercado de trabalho, além de ser uma maneira de adquirir experiência na área de formação e de colocar em prática aquilo que se aprende em sala de aula. A lei que regulamenta o estágio (Lei nº 11.788/08) prevê dois tipos de modalidades: o obrigatório e o não obrigatório.

A psicóloga Marta Brandão, Analista de Carreiras da Unifametro, separou as principais diferenças entre eles. Confira!


O estágio obrigatório compõe a grade curricular de alguns cursos de graduação e pós-graduação, sendo vinculado a uma ou mais disciplinas obrigatórias, com carga horária específica – sem a qual o aluno não poderá concluir o seu processo de formação profissional.

 

O estágio não obrigatório é uma atividade opcional, sendo diretamente ligado à área de estudo e tem como objetivo complementar às atividades curriculares do curso. 

 

OBRIGATÓRIO                 

  NÃO OBRIGATÓRIO

O pagamento de bolsa-auxílio e auxílio transporte não é exigido pela lei O estudante recebe uma bolsa auxílio, vale transporte, recesso remunerado e outros benefícios previstos na legislação
O aluno precisa estar matriculado em disciplinas de estágio Pode ser realizado a qualquer momento do curso*
Precisa respeitar a carga horária total definida na matriz curricular do curso Pode durar até 2 anos em uma mesma empresa e não tem uma duração mínima
A carga horária não pode ultrapassar 6 horas diárias e 30 horas semanais

 

*exceto para cursos em que o conselho de classe possua normas específicas!

 

Unifametro Carreiras

A Unifametro Carreiras é uma área dedicada, exclusivamente, para apoiar alunos e egressos em seu desenvolvimento de carreira e empregabilidade, fortalecendo o elo entre a instituição e o mercado de trabalho.

 

Notícias relacionadas

Portfólio: o que é e como montar o seu

Para grande parte dos candidatos, montar um bom currículo e se preparar para processos seletivos e entrevistas são as principais preocupações na hora de procurar um novo emprego ou estágio. No entanto, para os profissionais das áreas de arquitetura, publicidade, tecnologia e engenharia, por exemplo, fazer um portfólio é essencial para conquistar uma vaga dos sonhos, alcançar novos clientes ou fechar um negócio.     O portfólio é um material (físico ou online) que reúne amostras de seus melhores trabalhos. Trata-se de uma demonstração prática de suas habilidades e experiências profissionais e/ou acadêmicas, o que será fundamental para o recrutador avaliar se você é criativo e se domina as técnicas e habilidades que o cargo exige.   Vale destacar que o portfólio e o currículo são ferramentas distintas. O currículo é um documento que contém o histórico da sua trajetória profissional e acadêmica. Já o portfólio é um importante complemento do currículo.   A psicóloga Marta Brandão, analista de carreiras da Unifametro, listou oito dicas para produzir um bom portfólio e valorizar seu trabalho:  

1 - Defina seu objetivo

Qual o motivo de criar esse portfólio? O que você quer apresentar? Pensar sobre qual é o objetivo do seu portfólio é fundamental, visto que será o norte para a sua criação.  

2 - Planejamento e organização

Selecionar os melhores trabalhos que você realizou durante a sua trajetória pode levar tempo. Portanto, quanto antes você começar, melhor.  Organize as informações por ordem cronológica (do mais recente para o mais antigo), por tema ou categoria. O importante é deixar o portfólio objetivo e de fácil entendimento.  

3 - Apresente-se

Inclua uma sessão para apresentar você, seus objetivos e qualificações.  

4 - Priorize os melhores trabalhos

Em um processo seletivo, os recrutadores e gestores têm pouco tempo para analisar o material dos candidatos. Então, na construção do portfólio é importante prezar pela qualidade e não pela quantidade. Logo, é crucial optar pelos melhores trabalhos.   Um alerta: É imprescindível que os trabalhos sejam de sua autoria. Caso o projeto tenha sido desenvolvido em grupo, especifique somente a parte em que você teve participação.  

5 - Cuidado com a linguagem

Sua imagem pode ficar comprometida devido ao mau uso da linguagem. Para tanto, direcione sua atenção para não cometer erros ortográficos e de concordância nem erros de digitação. A recomendação é procurar revisar o material antes de passá-lo para frente. Caso seja necessário, peça alguém para revisá-lo.  

6 - Atualize sempre 

Assim que terminar algum projeto ou atividade, avalie se é interessante inserir no material. Por isso, aproveite e já inclua essa informação para que as chances de esquecer de adicionar um trabalho legal diminuem bastante.  

7 - Ferramentas para criação

Versões em pdf podem ser criadas em diferentes ferramentas, por exemplo, o Power Point, Canvas, até ferramentas de design mais profissionais, como o InDesign e o Illustrator. Já para a versão online, uma das ferramentas mais utilizadas é o Behance por possuir funcionalidades intuitivas e práticas. O Cargo Colletive também é uma plataforma bastante usada por ser simples e funcional.  

8 - Divulgue o material

Tenha duas versões do portfólio (online e impresso). No caso da versão online, insira o link no seu perfil no LinkedIn e insira como hiperlink no currículo em PDF. Os portfólios impressos são interessantes para entrevistas presenciais.   Caso tenha ficado alguma dúvida sobre o assunto, não deixe de entrar em contato conosco! carreiras@unifametro.edu.br  

Unifametro Carreiras

A Unifametro Carreiras é uma área dedicada, exclusivamente, para apoiar alunos e egressos em seu desenvolvimento de carreira e empregabilidade, fortalecendo o elo entre a instituição e o mercado de trabalho.

Leia Mais

Como aproveitar as férias para se desenvolver profissionalmente

As férias já chegaram, o que significa que as provas e as aulas do semestre 2021.1 finalmente acabaram! Esse é um período muito esperado pelos estudantes, visto que é um momento para descansar e aproveitar o tempo livre. Mas, para quem está em busca de desenvolvimento profissional ou de uma nova posição no mercado de trabalho, seja transição, recolocação ou primeiro emprego, as férias também podem ser muito úteis.      Por isso, a psicóloga Marta Brandão, analista de carreiras da Unifametro, listou dicas de como aproveitar esse momento para se destacar e conquistar aquela vaga dos sonhos:  

1 - Desenvolva o autoconhecimento

  O primeiro passo é fazer uma lista com os seus pontos fortes. Estar seguro do que você sabe fazer e o que tem a oferecer para o mercado de trabalho é fundamental. Portanto, insira na lista atividades que você faz com muita qualidade, além das características pessoais positivas que você considera importantes. Por exemplo: falar bem em público, negociação, relacionamento interpessoal, cumprimento de prazos, etc. Não esqueça de incluir também habilidades e conhecimentos técnicos, como idiomas, conhecimento de softwares, área de formação, entre outros. Adicione também aprendizados adquiridos ao longo da sua trajetória profissional, os melhores resultados que já entregou, as maiores conquistas, suas qualidades e competências. É muito importante fazer este exercício para desenvolver um bom currículo e conseguir ter segurança para contar a sua história num processo seletivo. Além disso, identifique e trabalhe os pontos que você precisa melhorar, sejam eles comportamentais e/ou técnicos.  

2 - Organização e planejamento

  Planejamento, foco e dedicação são pré-requisitos indispensáveis para quem busca uma nova oportunidade. Para isso, é preciso encarar essa tarefa como um trabalho para se tornar mais produtivo e gerar melhores resultados. Além disso, alguns pontos são fundamentais:   - Saiba aonde quer chegar para traçar um plano e manter o foco em seus objetivos. Dessa forma, fica mais fácil se organizar;  - Avalie quais suas áreas de interesse e faça um levantamento em sites de emprego, consultorias e empresas em que você gostaria de trabalhar. Depois disso, cadastre-se e acesse diariamente o site e as redes sociais dessas organizações para ficar atento ao surgimento de oportunidades;  - Faça uma lista das principais competências exigidas para o cargo que você almeja e analise se seus conhecimentos e habilidades são compatíveis; - Tenha o controle de quais processos seletivos você se candidatou e como está o andamento das vagas.  

 3 - Atualize seu currículo e redes sociais profissionais

  Aproveite o tempo livre para atualizar o currículo e destacar competências e diferenciais que você tem. Uma dica importante: quando for preparar o currículo, invista em palavras-chave que correspondam à sua área de atuação. O currículo precisa ser claro, objetivo e estar em conformidade com a vaga a qual pretende se candidatar. Não esqueça de ressaltar: objetivo profissional, experiências profissionais/acadêmicas, formação e cursos complementares. Organize as informações em tópicos e opte por um modelo de currículo neutro. Além disso, crie ou atualize seu perfil no Linkedin. Essa rede social é uma ferramenta super útil e fundamental para quem deseja fazer networking, fortalecer a marca profissional, conseguir aquela vaga tão desejada e até mesmo adquirir ou ampliar conhecimentos! Mas não esqueça: sua marca pessoal deve refletir exatamente aquilo que você é. Isso é válido para todas as redes sociais, pois de nada adianta ter um currículo incrível se isso não corresponder com a realidade.   

4 - Capacite-se sempre

  Além de procurar vagas e enviar currículos, também é recomendável reservar um tempo para adquirir ou aprimorar conhecimentos. Manter-se atualizado deve ser sempre uma prioridade, é preciso estar atento às necessidades e tendências do mercado de trabalho atual. Várias instituições renomadas oferecem cursos on-line e, muitas vezes, gratuitos ou com valores acessíveis. Esse pode ser um excelente momento para dar uma turbinada no seu currículo e ficar ainda mais preparado para o mercado de trabalho.  

5 - Networking: ative e fortaleça a sua rede de contatos

  Não tenha vergonha de falar para as pessoas próximas que está buscando uma nova oportunidade. Manter contato com colegas, ex-chefes, professores e pessoas adicionadas é muito importante para garantir que você seja lembrado quando alguém precisar de um profissional com seu perfil. Além disso, participar de eventos e de conversas em redes sociais pode ser uma boa fonte de contatos. Nessas trocas de experiência e vivências, podem surgir indicações, ideias, dicas e parcerias importantes para a carreira.  

6 - Desenvolva softs skills

  Desenvolver soft skills é de extrema importância para qualquer profissional de qualquer área. Essas são habilidades comportamentais e sociais. Cada vez mais as empresas têm utilizado essas competências como critério na hora da contratação. Por isso, identificar e ampliar suas competências comportamentais é tão importante quanto ter uma formação específica na área de atuação.  Alguns exemplos de soft skills valorizadas pelo mercado: gestão do tempo, adaptabilidade, resiliência, pensamento crítico, resolução de problemas, comunicação eficaz, criatividade, colaboração e aprendizado contínuo.  

7 - Realize um trabalho voluntário

  Realizar trabalhos voluntários também pode ser uma boa opção para aproveitar bem as férias e ainda pode contar como um diferencial no mercado de trabalho. Escolha uma atividade que tenha a ver com o seu propósito - seja de lidar com pessoas ou cuidar de animais, por exemplo - e busque alternativas para contribuir em sua comunidade.  

8 - Cuide de si mesmo

  Aproveite o tempo livre para fazer coisas que gosta e que te fazem sentir bem. Estar em dia com o autocuidado é fundamental para qualquer profissional que esteja em busca de uma nova oportunidade no mercado. Portanto, procure identificar ações que façam sentido para você. Pode ser a leitura de um livro, observar sua respiração, escrever sobre suas emoções, assistir a um filme/série, ouvir uma boa música, dormir bem, manter contato com familiares, amigos e colegas, entre outros.  

9 - Prepare-se para a entrevista

  Vista-se adequadamente, seja pontual e prepare-se para as possíveis perguntas. Seja claro e objetivo, saiba falar bem sobre si mesmo, de suas competências e de suas principais realizações profissionais e/ou acadêmicas. E lembre-se: estude sobre a empresa e a vaga, demonstre real interesse, brilho nos olhos e seja você mesmo!   Esperamos que essas dicas contribuam para o seu sucesso!  

Unifametro Carreiras

A Unifametro Carreiras é uma área dedicada, exclusivamente, para apoiar alunos e egressos em seu desenvolvimento de carreira e empregabilidade, fortalecendo o elo entre a instituição e o mercado de trabalho.  

Leia Mais